domingo, 17 de outubro de 2021 | TRANSPARÊNCIA FISCAL | E-SIC |
27/04/2021

A parte artística e cultural do município de Lucena tem atraído à atenção não apenas da população local, mas, principalmente, do grande número de turistas que visita a cidade




A parte artística e cultural do município de Lucena tem atraído à atenção não apenas da população local, mas, principalmente, do grande número de turistas que visita a cidade semanalmente. E a exemplo do que vem sendo feito nas secretarias municipais, a gestão Léo Bandeira já começa a deixar seu marco histórico no seguimento cultural.

Conhecida mundialmente por um dos seus mais famosos filhos, o poeta do amor, Américo Falcão, Lucena, nesses 120 dias de nova administração, através da Secretaria Municipal de Cultura, tendo à frente à secretária Maria Ernestina Cornélio do Nascimento, tem se destacado na forma inovadora de como se trata a cultura de uma cidade, dando vida e visibilidade a situações históricas deixadas para trás por administrações que pouco se importavam com os artistas da terra, a cultura popular e as atividades culturais.

A Biblioteca Municipal, situada na Rua Davi Falcão é um exemplo de descaso de administrações passadas que passa integralmente por reformas. O acervo cultural, cujo mapeamento chega a 15 mil títulos, está encaixado e com atenções redobradas, para que nenhum desses livres seja danificado.

Foi através da gestão Leo Bandeira, por meio da Secretaria Municipal de Cultura que o programa turístico cultural “TAMO JUNTO PARAÍBA”, do jornalista Felipe Valentim, apresentou para o mundo a cidade de Lucena, com gravações do grupo folclórico Cambindas Brilhante. Cinemas para crianças, apoio e incentivo à lapinha da Igreja do Sagrado Coração, captação dos grupos de quadrilha, grupos de teatro no Espaço Cultural da Maçonaria, foram algumas das ações desenvolvidas nesses 120 dias da gestão do prefeito trabalhador Léo Bandeira.

Os artistas penalizados pela pandemia da Covid 19 não ficaram abandonados. A gestão Léo Bandeira, por meio da Secretaria Municipal de Cultural soube fazer jus ao que todos representam para o município. Com recursos da Lei Aldir Blanc, que prevê auxílio financeiro ao setor cultural, apoiando profissionais da área que sofreram com impacto das medidas de distanciamento social por causa do coronavírus, a Prefeitura Municipal ajudou financeiramente a todos eles, depois de um seleto cadastro.

A Ong “Apoitcha” também teve contrapartida do Governo Léo Bandeira, quando a Secretaria Municipal de Cultura, após acompanhar suas atividades, contemplou com recursos da Lei Aldir Blanc. Muitas são as ações no seguimento cultural de Lucena. E muitas são as que estão para serem colocadas em prática ao longo dos próximos anos.

Algumas ações realizadas

  Inclusão do grupo folclórico "Cambindas Brilhantes" no programa turístico cultural "TAMO JUNTO PARAÍBA";

 Captação das apresentações dos grupo e artistas contemplados na Lei Aldir Blanc;

 Captação da Oficina de Confecção da Zabumba;

 Captação da Lapinha da Igreja do Sagrado Coração;

 Documentação da atividade da Ong "Apoitcha";

 Captação dos grupos de quadrilha, grupo de teatro no Espaço Cultural da Maçonaria;

 Captação dos artistas e grupos musicais da cidade;

 Documentação das atividades de Culinária e Artesanato da Associação "Mãos que se Ajudam";

 Documentação de atividade circense, do Circo que se encontrava  em Lucena;

 Desmonte do acervo dos 15 mil títulos para a reforma do prédio da Biblioteca Municipal;

 Vistoria e isolamento no espaço da Caiçara Cultural, devido a pandemia da Covid 19;

+ Cultura




© Prefeitura Municipal de Lucena/PB 2017, Todos os direitos reservados